Blog do Rodrigo Sacramento na Grécia

julho 30, 2009

Museu do Parthenon – Parte 3

Filed under: Viagem para a Grécia — Tags:, , , , , , , , — r2s2 @ 8:44 pm

No museu vemos várias esculturas de personagens famosos da mitologia grega. Esse aqui é o Hércules:

Hércules agarrando a cobra!

Hércules agarrando a cobra!


Aliás, o Parthenon tinha 2 representações dos deuses sobre suas pilastras. Elas se perderam quase que totalmente, mas eles fizeram umas miniaturas de como eram quando intactas:
Deuses do Olimpo - 1

Deuses do Olimpo - 1


Deuses do Olimpo - 2

Deuses do Olimpo - 2


Já essa estátua aqui estava do lado de fora do museu:
Anakreon

Anakreon


Um alto-relevo bem famoso é esse, o da Atenas pensativa:
Atenas

Atenas


Pois é, Atenas tem um mito bacana. Um oráculo previu que um filho de Zeus o suplantaria, por isso ele engoliu a mãe de Atenas (da mesma forma que Cronos fizera anteriormente com seus irmão) achando que ela seria esse filho. A história mostrou que ele estava errado, pois esse filho veio a ser Kratos, o espartano.
Bom, não adiantou ele engolir a mãe, pq Atenas acabou por ser gestada no crânio de Zeus. Aí o Hermes meteu um machado na cabeça do pai e dali saiu Atenas, já vestida e armada para a guerra.
Alegam que ela é a deusa da sabedoria por ter saído do crânio de Zeus, mas não acredito nessa ideia, pois se ela adquirisse alguma característica do cérebro do pai, com certeza ela seria a maior liberal de todos os tempos, superando até Afrodite, aquela que em todas essas representações está nua em pêlo entre os deuses, toda serelepe.

Até a próxima.

Anúncios

julho 29, 2009

Museu do Parthenon – Parte 2

Filed under: Viagem para a Grécia — Tags:, , , , , , , — r2s2 @ 5:56 pm

Uma das coisas que mais chamaram a nossa atenção foi o primeiro cofre que se tem notícia lá por aquelas bandas. Era um local para se depositarem moedas que ficariam estocadas dentro de uma cavidade aberta entre duas pedras. Não ficou legal a explicação, por isso vamos às fotos:

Esquema do cofre

Esquema do cofre

Estão com dificuldade em entender o que está escrito em grego? Eu tb não entendo nada, mas já no começo dá pra ler: “tisaurós”, que deve ser tesouro, e termina com “Afrodítis”, de Afrodite mesmo. Logo antes da figura, a última expressão (entre parênteses) é “1 atikí drácmi”. Drácmi era a antiga moeda grega que durou até entrar o euro. Então deve significar “uma dracma ateniense”.
Eu lembro que havia um esquema mostrando como era o sistema que travava o cofre, além da “fechadura”, que ficava nesse local:

Fechadura

Fechadura

.
Mais uma vez peço perdão pelas frugais explicações. Fizemos essa visita no dia 30/6, 28 dias atrás, portanto. Tempo pra burro, até mesmo para a Sandra Bullock.
Acredito que depositavam ali dinheiro de doações. Depois mostro algumas moedas do museu.
Bom, hoje estou com pressa, então ficamos só nisso mesmo. Abraços

julho 28, 2009

Museu do Parthenon – Parte 1

Filed under: Viagem para a Grécia — Tags:, , , , — r2s2 @ 2:29 pm

Bom, antes de começar, um pedido de desculpas. Nesse dia, quem tirou as fotos foi o Epamigônadas. Devido a isso, não esperem uma perfeita correlação entre o escrito e o fotografado, pois esses particípios não foram banhados pela mesma inspiração.

Bom, de cara já existe uma escavação em um nível inferior que será inaugurada para visitas em 2010. A sacada genial foi a de fazer um chão de vidro, que permite ver abaixo dos seus pés. Isso foi feito em quase todo o museu, e gera visões maravilhosas:

Piso transparente

Piso transparente

Essa ideia foi muito bem utilizada. Inclusive fomos surpreendidos logo na primeira passada dentro do prédio. Vimos uma espécie de cavidade no chão com vários pratos, vasinhos e canecas. O legal foi que vimos, pela TV, toda uma cerimônia, com uma mulher lustrando essa caneca preta que fica mais acima na foto a seguir. Ela limpou tudinho e depositou ali sob dezenas de flashes. Muito legal entrar e dar de cara com isso. Temos outras fotos melhores, mas colocarei essa com meu pé por perto para dar uma melhor noção de tamanho:

Step by step, uh baby!

Vcs se lembram do que falei sobre vasos? Pois bem, Atenas, em especial o Parthenon, realmente eram o centro cultural e econômico de todo o Egeu. Os vasos são muito bem feitos, e existem de vários tipos e tamanhos.

A quantidade, já o disse, mostra que a cidade era rica e estocava bastante. Já a grande variedade de formas e tamanhos revela que também havia uma imensa variedade de produtos a serem armazenados: os pequenos serviam para perfumes e condimentos, itens caros e de uso bem parcimonioso; já os largos na base serviam para aquecer o que houvesse dentro; os compridos eram para estocar medidas certas, como água para banho, pois podiam ser mais facilmente vertidos e assim por diante. Quanto maior a variedade dos vasos, mais copmplexa era a sociedade, e Atenas, como já o sabemos, era uma sociedade bem complexa (Electra e Édipo que o digam):

Vasos 1

Vasos 1

Mais um pouco:

Mais variedades

Mais variedades

Bom, ainda seguindo o conselho do Kleberilds, fecho por aqui esse post. Obrigado aos que contribuíram para esse singelo artigo, como o C3PO e o Bezerra da Silva.

Ah, e fica aqui minha homenagem ao Zé Grandão, nosso eterno ídolo no gol do Flamengo.

Zé Grandão, valeu!

Zé Grandão, valeu!

Older Posts »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.