Blog do Rodrigo Sacramento na Grécia

junho 14, 2009

Polo o pescado?

Filed under: Viagem para a Grécia — Tags:, , , , , , , — r2s2 @ 8:14 pm

Bom, criei o blog somente hoje, mas vou escrever como se tivesse sido criado desde a partida em Brasília.

Pois bem, eu e Epamigônadas nos despedimos dos familiares e entramos na área de embarque ainda ouvindo os fogos de artifício. Não deu para olhar pra trás por causa da tensão. Eu admito que estava meio receoso por conta das notícias do voo da Air France, o jornal anunciava que, sem motivo aparente, a aeronave começou a se desintegrar no ar. Bom,apelei às estatísticas para me acalmar, mas lembrei também de um artigo lido pelo meu pai que concluía que os aviões começariam a cair à taxa de um a cada 10 dias a partir de 2005. Medo! Mas passou rapidinho quando percebi que a empresa aérea seria a TAM, que nunca teve acidentes sérios… 🙂

O voo para SP foi tranquilo. Apenas algumas turbulências. O avião estava vazio. Na chegada não tinha onde o avião parar. O piloto ficou contando piadas e botando a culpa no Jô Soares por uns 15 minutos. Quando liberaram o corno gritou “Aleluia”. Após o susto os passageiros riram bastante, mas deu para ouvir um “… da puta” bem discreto.

Guarulhos estava muito fria, 14 graus. Demos trocentas voltas, o epá foi registrar o laptop na receita federal e foi taxado por levar tubos de finasterida. Se tiver alguns na volta, ele talvez seja ressarcido. Já os cabelos, esses são história mesmo. 

Fizemos o “chiquinho” , almoçamos um sanduíche natural de pão sírio (ótimo por sinal) e fomos para o embarque.

Frio na espinha. Pânico… medo… Recorri novamente às estatísticas, essa ciência que é um biquini fio-dental, pois mostra muita coisa, mas esconde o principal. De nada adiantou. A moça do check-in acreditou quando disse que estava tremendo de frio, mas o bambino atrás de mim ficou rindo. Será que aquele carcamanozinho banguela entendeu o drama que eu vivia? Pouco importa, a irmãzinha dele ficou chorando a viagem toda ao lado dele. Senti-me vingado!

Passamos os portões de embarque. Mesmo sem o Rubicão, soltei um alea jacta est. Os tetracampeões me olharam torto. Fiz um V de vitória para eles e soltei um singelo “Baggio!”, que valeu por 1.000 imagens.

Duty Free! Medo é uma invenção longínqua das sociedades tribais, a única emoção do momento era a sanha consumista. Perfumes de todas as marcas ali, em frascos de 100 ml por 60 dólares. Pechincha. Comprei um Armani. Não tinha nenhum dos que a preta pediu. “Procuro em Roma”, pensei.

Dei mais uma olhada e voltei a encarar meu medo. Fomos para o avião e nada continha o frio na espinha. Lembrar que a Alitalia está a um passo da falência há anos não ajudou nada.

O avião é legal. 3 fileiras de 3 cadeiras. A moça do check-in nos colocou na fileira do meio de forma que teríamos as 3 cadeiras para nós. Tinha um visor em cada assento.~

O avião é grandão. Ele demora a pegar velocidade, parecia que não conseguiria. Mas subiu. Tudo beleza. Comecei a ver o filme Gran Torino do Clint Eastwood, muito bom por sinal. Quando terminou, a TV do avião mostrava que estávamos já sobre o atlântico. Cada turbulência uma apnéia. Comecei a ver “O leitor” em inglês, o que me forçou a concentração e afastou o medo. Mas admito que estava tendo dificuldades em entender, mesmo pq o filme estava mais para “O fodedor” do que para leitor. Parei no meio e fui ver o novo do DiCaprio e da Rose Dawson, tb conhecida como Kate Winslet. Bem bacana o filme, meio estranho em alguns pontos, mas legal. Depois vi um do Adam Sandler em que ele é um cantor de casamentos. Uma bosta, mas serviu para chegarmos a Dakar. Ufa, adeus oceano, tranquilizei completamente, até consegui dormir.

O jantar foi servido bem no começo. O aeromoço veio com aquela arrogância que os passageiros italianos já haviam me mostrado muito bem. Veio perguntando: “Polo o pescado?”. Eu, garoto esperto, concluí que polo seria o mesmo que pollo em espanhol, aí nào tive dúvida: “Quero frango”. Claro que não era frango, mas estava ótima a comida. Acho que era filé de orelha de porco, mas não pude confirmar, o carcamano já havia ido despejar metidez nos assentos lá atrás. Logo depois veio o café.

Aterrisamos em Roma. A fila da conexão estava imensa, e só tínhamos uma hora e meia para chegarmos ao outro avião. Perdemos 30 minutos na fila, aí um italiano mezzo cabeludo mezzo careca veio me cobrar o passaporte de novo, a passagem, se eu tinha hotel reservado em Atenas. O Epá mostrou um folder do hotel e fomos liberados. Mesma sorte não tiveram várias mulheres estranhas, aquelas que parecem de vida fácil. Umas 5 delas foram levadas para “conversar” em algum lugar que não apresentava janelas. Acho que só tinha uma descarga lá dentro, pq elas não saíam de lá e toda hora entrava uma nova.

Passamos pela fila do passaporte, mais 20 minutos de espera. Corremos para o portão B2 só para descobrir que havia mudado para o B11. Mais correria. Nem vi se tinha Duty Free, mas há corredores e mais corredores com marcas famosas como Gucci, Hugo Boss etc. Imenso o aeroporto.

Pegamos o novo avião, menorzinho, uma hora e meia para Atenas. Ver as ilhas com aquelas praias com a água límpida foi a melhor parte da aproximação.

No aeroporto de Atenas o pai do Epá (Anakreon) estava nos esperando. Claro, ele era a única pessoa das 800 com quem cruzamos que estava de máscara. Mas isso e muito mais eu posto amanhã. Estou com sono e a porra do Coritiba está ensacando o Flamengo por 3×0 (sim, sofremos ao vivo por esse fiasco de time mesmo aqui, está passando ao vivo com narração em grego).

Abraços a todos.

Pati, amo vc!

Anúncios

6 Comentários »

  1. Caraca, ainda bem que não era carne de bode.

    Comentário por Hil — junho 15, 2009 @ 10:47 pm

  2. Aí, Drigo, já arrumou um namorado aí?

    To ligado que você foi aí pra isso.

    Não se esqueça que em Brasília você tem a mim para saciar todos os seus mais íntimos desejos.

    Beijo nessa boca carnuda!

    Comentário por Rafoca — junho 16, 2009 @ 7:16 pm

    • Hahaha, Rafoca, se vc quiser que eu mostre suas fotos para uns etíopes que vendem relógios na praça aqui pode saber que vc fará sucesso!

      Comentário por r2s2 — junho 16, 2009 @ 8:32 pm

  3. Drigo, pode mostrar. Vou A-MAR!@

    Comentário por Rafoca — junho 16, 2009 @ 9:37 pm

  4. Pipiiiiiiiiiiii! Não é que escreve bem, seu fiduma! Vou acompanhar carinhosamente este troço, e por favor, não esqueça o meu Metaxa 12 estrelas!

    PS: Se tivesse ficado nos 3 X 0 tava bom…

    Comentário por Rafófis — junho 17, 2009 @ 4:10 pm

    • Metaxa 12 estrelas a caminho!
      Abraços fofulete!

      Comentário por r2s2 — junho 17, 2009 @ 9:13 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: